quarta-feira, 11 de agosto de 2010

MARKETING MULTINIVEL - VOU GANHAR DINHEIRO COM ISSO?











Wagner Travassos



Dependendo da atenção e do esforço gastos no desenvolvimento da proposta você terá um retorno reduzido ou elevado, desde centavos até milhares de reais ao mês.
Você deve estar pensando agora: “Aquele cara que disse que ganhava R$ 10.000,00 é um mentiroso”. Com grande probabilidade ele deve estar dizendo a verdade apesar de sua descrença. Mas como é possível que as pessoas recebam valores tão elevados? Já vi pessoalmente um bônus de R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais), escrevi por extenso para você não achar que errei na quantidade de zeros. A empresa bonifica bem por não ter custos com publicidade e propaganda na forma tradicional – em massa - não ter custo com atacadistas tampouco com equipes de vendas, tradicionalmente falando. Esse valor é direcionado para os associados/ distribuidores. Além é claro, do esforço pessoal e comprometimento daquele distribuidor. Você irá auferir ganhos na medida direta de seu esforço em vender e patrocinar. Sem esforço real não há resultado. Sem foco não resultado. Sem trabalho não há resultado. Sem determinação e persistência não há resultado. Se quiser ter resultado nesse sistema você tem que levar a sério e acreditar que pode atingir o que deseja, bastando pagar o preço, que nesse caso é o trabalho para atingir suas metas e objetivos.

POR QUE NÃO DÁ CERTO?
Vemos pessoas que desenvolvem esse tipo de sistema por anos a fio sem obter os resultados que desejam. Os motivos são variados, entre eles podemos citar: falta de persistência, má escolha da empresa, não encarar essa atividade como um negócio próprio, falta de compromisso, escolher as pessoas erradas para se trabalhar, entre tantos outros.
Motivos esses que também levam ao fracasso diversos negócios tradicionais. Que levam ao fracasso namoros, casamentos e relacionamentos de anos. Carecemos de planejamento em nossas atividades diárias. Com planejamento podemos ir mais longe e de forma mais estável, sem ele, tudo será surpresa. Não se trata da atividade em si que é benéfica ou maléfica, mas sim a condição humana de desistir no meio do caminho ou quando o primeiro obstáculo aparece.
Por isso funciona para uns – disciplinados, persistentes, estrategistas – e para outros não – desmotivados, preguiçosos, sem disciplina. Assim como nas demais atividades humanas temos os vencedores e os que desistem. Sim, os que desistem, por que não somos perdedores, todos estamos destinados a vencer, só que às vezes desistimos às portas do sucesso. Como o garimpeiro que para de escavar a 30 centímetros do filão de ouro. Já vi pessoas subirem ao cume e receberem bônus enormes, e logo depois, por motivos variados, retornarem ao ponto inicial. Apesar dessa provação, algumas destas pessoas retornaram ao trabalho com o mesmo afinco e determinação inicial. Elas não desistem, e por isso conquistam. No multinível ninguém fracassa, desiste. Os que fracassam são os que desistem. Para os que continuam, o sucesso se descortina na próxima curva, basta continuar fazendo, persistindo, planejando, realizando.
Ainda mais por que o investimento em termos de tempo e dinheiro é mínimo em relação ao que se pode atingir nesse tipo de empreendimento. Em relação ao negócio tradicional o marketing
multinível leva algumas vantagens, neste livro vamos fazer algumas comparações, tire suas próprias conclusões.

LEGALIDADE
Mas este sistema, afinal de contas, é realmente legal? Sim, definitivamente sim!
São empresas que recolhem todos os impostos inerentes a este tipo de atividade, inclusive o imposto de renda retido na fonte quando os bônus de seus associados ultrapassam o valor determinado pela legislação.
Algumas destas empresas figuram entre as maiores do mundo em seus respectivos segmentos, outras inclusive entre as 500 maiores da Fortune. Muitas dessas empresas existem há décadas proporcionando rendimento estável a seus associados há muitos anos.
São empresas sérias, éticas e muitas com uma responsabilidade social inata. Como é o caso de uma empresa de cosméticos que não usa como matéria prima nada que seja agressivo ao ser
humano ou a natureza. Outro caso é o de uma empresa nacional de cosméticos que destina uma pequena parte dos bônus de seus distribuidores (R$ 0,50) a instituições que cuidam de crianças e de idosos.
Atualmente existem diversas universidades americanas que dispõem em seus currículos de cursos de marketing de rede –network marketing – formando centenas de profissionais nessa
área todos os anos. A legislação brasileira ainda é incipiente a respeito de um assunto tão elaborado. A legislação americana, por ser o país berço do marketing multinível é bem mais específica e conta com uma jurisprudência mais detalhada e rica sobre a matéria. Aqui ainda estamos engatinhando em termos de conhecimento sobre o tema.
O que consola os profissionais de multinível de plantão é que a cada dia temos mais conhecimento e a cada dia novas empresas estão aportando no país, abrindo a mente das pessoas e de nossos legisladores.
E em nosso segmento específico existe o site da ABEVD que dispõe de uma seção em que trata da legislação envolvida. O Marketing Multinível inicou sua história comercializando produtos. Alguns anos depois surgiram também os serviços em MMN, principalmente nos Estados Unidos. No entanto, o Multinível de produtos ainda é o mais representativo.

Paul Zane Pilzer comentou que “a televisão é um meio muito passivo para se aprender e, por isso, não podemos utilizála para ensinar novas idéias. O mesmo se passa com os jornais
(...). Só lemos aqueles artigos que reforçam aquilo que já pensamos. (...) A única altura em que aprendemos ativamente, ou seja, em que começamos de fato a receber e a ter em conta informação nova, é quando estabelecemos um diálogo com alguém”.
Isso funciona em um ambiente interativo como o marketing multinível melhor do que em qualquer outro. Pois para mudarmos nossa opinião sobre determinado assunto temos que travar esses embates relacionais e essas discussões positivas acerca de pontos que ainda desconhecemos nos levam a mudar de opinião e aprender algo novo com a experiência pessoal de alguém. Até mesmo os mais céticos acerca do multinível, quando conversam com alguém que tire todas as suas dúvidas tornam-se admiradores do sistema e em alguns casos excelentes lideranças.

“Nossas dúvidas são traidoras, e nos fazem perder o bem que
sempre poderíamos ganhar, por medo de tentar.”
William Shakespeare

Extraido do Livro
Fundamentos do Marketing Multinivel de Wagner Travassos

3 comentários:

Bruno Rodrigues disse...

Artigo interessante, para quem não conhece a dimensão do marketing de rede, deixo aqui a lista das 100 maiores empresas de venda directa e de marketing de rede

Angelo Flavio disse...

Já conhece o SGDA - Sistema Ganhar Dinheiro Agora

Visite o site http://riquezavirtual.net e assista o vídeo de como ganhar + de 3,000 mil reias por mês com um curso passo a passo + vídeo aulas exclusivas.

Wellington Muniz de Souza disse...

Quando somos apresentados a uma oportunidade, temos costume de pedir a opinião de pessoas que nada entendem do assunto, geralmente, nosso cunhado, nossa sogra, nosso tio, irmão, sobrinho, primo, e se estas pessoas como você, também não posuem uma renda considerável, porque aceitar tudo que dizem? Porque não ouvir um especialista, que já chegou onde você quer chegar? Só alguém assim poderia te dar a fórmula e a orientação do que fazer para alcançar o sucesso financeiro, por isso, pare de escutar opiniões de pessoas que não podem ajudar na sua decisão, e escute um mestre como este: Robert kiyosaki
confiram as frases deste mestre:http://www.autosnegocioss.blogspot.com.br/2012/12/frases-de-robert-kiyosaki.html