GANHE LITECOINS GRÁTIS

Litecoin Miner - Mine and Earn free Litecoin

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

COMO FUNCIONA O MARKETING DE REDE




Não importa o que você está fazendo para viver - quer você seja um médico, um advogado, um contador , um engenheiro, um professor, um estudante, um escriturário, caixa de banco, ou operário - se você estiver pensando, "deve haver uma maneira melhor, uma maneira menos demorada, um caminho mais certo..?" Existe e este é só o começo.
Você já parou para refletir que uma família que ganha em média R$ 50 mil por ano (aproximadamente R$ 4.200 por mês que, segundo as estatísticas do IBGE, representa 1,6% da população do mercado formal) terá ganho apenas 2milhões de reais no final de 40 anos de trabalho? A maioria das pessoas gastará esse dinheiro à medida que for recebendo apenas para sobreviver.Esse dinheiro servirá para pagar aluguéis, supermercados, impostos, escolas das crianças, despesas com médicos, lazer, etc.Esse dinheiro ganho com o trabalho árduo de uma vida inteira escorregará por entre os dedos e, no fim, pouco ou nada restará dele. Dois milhões de reais! Uma vida inteira de trabalho! Tem de haver um outro jeito!
Analisando as pessoas de sucesso na vida, são menos de 5% da população. O que eles fizeram? Primeiro, eles tinham uma meta bastante clara e objetiva. Segundo, a grande maioria, 74% tinham o seu próprio negócio. Nolivro de J. Paul Getty, o primeiro bilionário, a sua primeira regra do sucesso é "Você tem que ter um negócio próprio, você nunca ficará rico trabalhando para outra pessoa!" A questão aqui é: para eu ter o meu próprio negócio com esta força, qual é o capital que preciso ter, qual a experiênciaque preciso possuir, quanto tempo por dia preciso dispor para trabalhar e principalmente qual é o risco do meu negócio? E além disso, como posso começar uma nova atividade se hoje dependo de minha fonte de renda atualpara sobreviver?
A razão de estar falando sobre isto não é somente fazer com que você veja que tudo que importa é o dinheiro, o motivo é muito mais do que issoé a qualidade de vida que você quer dar para sua família, e principalmente para você com um estilo de vida com mais tempo livre para aproveitar os momentos importantes, mostrar a você que existe sim uma maneira usando o conhecimento de hoje, a tecnologia, um negócio com visão de futuro e contando com um ou mais orientadores como seu guia para o sucesso. Você pode ter um bom plano, mas isto só não basta. Se você não tiver um orientador que lhe dê uma atenção pessoal e orientação que ajudem você a desenvolver novas habilidades e desenvolver um novo processo de pensar, você estará por si só e é muito difícil ter sucesso sozinho. Imagine o valor de ter alguém ou uma equipe te guiando e orientando você para o sucesso!
A próxima vez que você escutar um amigo ou um colega de trabalho, conversando excitadamente sobre SOHO, não imagine que ele está falando a respeito de Nova Iorque. Na linguagem atual de negócio SOHO se refere a:Small Office Home Office, ou seja "Pequeno Escritório/Escritório em Casa",uma das maiores explosões da economia mundial moderna. O negócio feito a partir de sua casa nasceu de uma necessidade. Em uma era onde grandes corporações só pensam em diminuir o tamanho, quais são as suas opções? Não existe mais segurança no mercado de trabalho formal em um Mundo Globalizado.Suas escolhas são normalmente limitadas: encontrar um nicho lucrativo no pequeno mundo de negócios e investir todas suas economias acumuladas numa vida inteira de trabalho, arriscando tudo num negócio próprio tradicionalcom menos de 20% de chances de sucesso, ou ficar na fila dos desempregados, ou aceitar os cortes no pagamento de seus benefícios. Nós somos todos levados a trabalhar 10 horas por dia e receber apenas 8, e nós não estamoslutando contra isso. Um dos grandes problemas de hoje é que as grandes companhias não tem lealdade para com seus empregados, nós somos leais atéà linha final, e na linha final estamos nós quando é hora de cortar os gastos.Sua vida está de cabeça para baixo porque você não tem controle de seu futuro. Estas decisões são tomadas a portas fechadas por alguém que não sabe da qualidade de seu trabalho e das horas extras que trabalhou sem ser pago.Eles não sabem sobre a vida de sua família: eles não sabem que você acabou de colocar aparelho nos dentes de seu filho e agora tem que pagar por eles.Este trabalho de tomar decisões deve ser sempre impessoal e sem bases em todas as áreas, exceto os interesses da companhia. Em outras palavras, para eles, você não tem nenhum valor.
Os negócios são agora dirigidos por uma economia de informação e serviços. Na última década, as 500 maiores companhias demitiram cerca de 4,4 milhões de trabalhadores. Pequenas companhias também reduziram seu número de funcionários. Enquanto as companhias fazem o downsizing, muitos profissionais procuram diversas maneiras de controlar suas carreiras. Muitos desses profissionais estão partindo para a diversificação de rendas e suas contas são pagas através de diversas fontes. Para o empreendedor, os trabalhos feitos a partir de casa tornaram-se as pontes entre os "fanáticos por trabalho" das grandes cidades e a organização e paz das pequenascidades.Uma respeitada empresa de pesquisa mundial informou que uma pesquisa mostrou que existem mais de 31 milhões de pessoas fazendo negócios em casa em tempo parcial ou integral. As pessoas acreditavam que as oportunidades detrabalho estavam nas grandes cidades ao redor de grandes empresas. Isso nãoé mais verdade, graças aos computadores pessoais, serviços de telefonia avançados, aparelhos de fax, celulares e a Internet. Grandes corporações eram necessárias porque elas tinham o objetivo financeiro de consolidar a comunicação e tecnologia. Nos últimos sete anos, a tecnologia foi trazida para um nível mais barato e praticamente todos tem um campo igual paraempreender no trabalho feito de casa.
Então qual é a diferença?
Se todos têm um campo de trabalho igual, o que determina a diferença? Por que um trabalho em casa é mais bem sucedido do que outro? Por que um decola mais rápido que outro? É talento, conhecimento ou sorte? NÃO!! Os fatos residem em que você tem que ter um negócio com visão para todas estas mudanças, com produtos que as outras pessoas não tenham e que elas queiram, com serviços que possam alcançar até âmbitos internacionais e mais que tudo, algo que seja duplicável ou seja repetido por outra pessoa sem grandes dificuldades. Por de trás disso, bom trabalho, ética, um forte suporte, um programa com um orientador E PRINCIPALMENTE UM EXTRAORDINÁRIO SISTEMA DE NEGÓCIOS DE SUCESSO COMPROVADO e você terá um veículo que o colocará na estrada para o sucesso: E O MAPA JÁ ESTÁ PRONTO. Tudo que você tem que ser é ensinável, ter um desejo de uma vida melhor e estar disposto a mudar o que você está fazendo agora. Você pode sentar no sofá e continuar a fazer aquilo que você sempre fez e você terá aquilo que sempre teve. Se você está satisfeito com isso, você não precisa ir adiante. Se, por outro lado, você está com necessidades e clamando por seus sonhos, então dê uma olhada nas estatísticas:
· 86% dos donos de negócios baseados em casa estão mais felizes com seus próprios negócios em vez de trabalhar para outra pessoa.· 84% recomendam seus negócios para outras pessoas.· 84% planejam estar com seus negócios daqui a 5 anos.· 20% dos empreendedores afirmam que seus negócios faturaram entre 100.000 e 500.000 no último ano.· 14% pagam a si mesmos salários que variam de R$ 4.000 a 15.000 por mês.· 29% trabalham em casa com outros membros da família.· 60% acham que seus negócios estão indo como ou acima do esperado.· 76% esperam que seus negócios cresçam a cada ano.
Sua busca pelo trabalho ideal, e o veículo para o sucesso acabou. Você será capaz de trabalhar mais horas flexíveis enquanto aumenta sua produtividade, não mencionando o corte drástico em seu tempo improdutivo.
Usando o Marketing Multinível você vai aprender como viver, fazer amigos, trabalhar e e fazer dinheiro sob seu teto.
Este é um dos mais entusiasmantes e tecnologicamente avançado negócios para serem feitos de casa, que vai levar você através do século 21. Ele nãoé somente bem sucedido, simples de fazer e de gerenciar, mas também semantém acoplado às tecnologias de ponta. Não se espera que você venha com um tremendo conhecimento de negócios ou uma estrada de sucesso em negócios. Nósjá sabemos como isso funciona; tudo que você tem que fazer é aprender o que estamos fazendo.No livro Independência Financeira de Roberto Kiyosaki (autor também do best seller Pai Rico, Pai Pobre) ele mostra muito bem esta grande tendência de negócios.
A coisa mais importante que você pode trazer com você é o desejo de mudar, vontade de aprender novas habilidades e um desejo sério sobre seu futuro e de sua família.Este trabalho funciona: funcionou para muitos e pode funcionar para você.
Você aceita o desafio?
Primeiro, você tem que colocar todos os fatos em ordem para poder tomar uma decisão bem informada. É por isso que nós criamos um sistema por eliminação e avanço passo a passo. Aqueles de vocês que tomarem o próximopasso estarão entre o grupo de pessoas acima da média. Nós só queremos investir tempo em pessoas que estão comprometidas na busca do melhor como nós. Isto, é claro, será benéfico para você porque saberemos que seu compromisso é igual ao seu desejo e devido a isso nós nos comprometemos da mesma maneira séria com aqueles que estamos ensinando os caminhos do sucesso. Nós estaremos nos encontrando com você pessoalmente, por telefone, por internet para suas primeiras orientações. Nós estaremos então iniciando uma série de treinamentos e acompanhamentos que serão conduzidos de váriasmaneiras: telefone, internet, treinamentos práticos e treinamentos intensivos pessoais. Uma das partes mais importantes do treinamento é a atenção individual do seu orientador que irá trabalhar com você, ajudando e guiando-a ao longo do caminho.
Dê uma olhada na sua situação atual:
· Você está ganhando o que merece?· Você está preso a um trabalho chato e entediante?· Seu marido ou esposa reclama de nunca ter dinheiro para fazer coisasque você e sua família gostam?· Você realmente gosta do que está fazendo?· Você quer continuar fazendo o que faz pelos próximos 20 anos?· O emprego que você tem hoje é o trabalho que você recomendaria para seus filhos?· Seu trabalho atual é satisfatório e recompensador?· Este é o ponto de sua vida que você havia sonhado?
A sua decisão não permanecerá na dúvida de se nosso sistema funciona ou não: nós comprovaremos que ele funciona - com dados consistentes. Os resultados falam por si. A pergunta que você deveria fazer é "Eu estou seriamente interessado em aprender estas novas habilidades e implementar um novo Sistema? Eu realmente quero aprender como ganhar mais dinheiro sem prejudicar a minha renda atual e começar a gostar daquilo que faço?"
Se você não for um daqueles que procuram oportunidades do tipo "fique rico rapidamente" ou "ganhe dinheiro sem precisar trabalhar", conheça uma das maiores tendências de comércio da atualidade, descubra como funciona o Marketing Multinível.

Você é tão bom quanto o Upline que gostaria de ter?


Você é tão bom quanto o Upline que gostaria de ter? Quando nos decidimos por uma empresa de MMN, normalmente nos ligamos a primeira pessoa que nos contactou para tal oportunidade. Esse contato pode ter sido via email, telefone ou mesmo contato pessoal. Dizemos que é ético essa postura.
Ok, pode até ser “ético” ser afiliar ao primeiro que lhe contactou, mas (sempre tem um “mas”), até que ponto agir assim é saudável para o futuro do seu negócio?
Não seria ideal que a avaliação fosse feita de forma “bi-lateral”, ou seja: “O João me convidou para a empresa XYZ. A proposta da empresa me atende, mas será que o João tem todas as competências necessárias para ser o Upline que necessito...” ?
Lembre-se: É o seu futuro que está em jogo... .
O que acontece na grande maioria das vezes e que não existe a avaliação por esse ponto de vista, e com isso pode-se estar enterrando uma variável importante no desenvolvimento do nosso negócio, que é o suporte de nosso Upline direto. A escolha por um Upline despreparado, descompromissado e não atuante, com certeza não será determinante para o seu sucesso (pois isso depende de você). Agora, não podemos negar que, se ele for a pessoa certa, suas chances aumentam de forma considerável.
Resumidamente, a empresa correta, aliada ao Upline correto podem sim fazer diferença em seu negócio de MMN.
Pensando dessa forma, busque ser o “Upline dos sonhos”, pois o mercado já está começando a se tornar seletivo na procura pelos melhores profissionais (e podem escrever, cada dia a busca pelo bom profissional de MMN aumenta).
Seja referencial no seu meio, no seu bairro, na sua cidade.
Seja para os seus downlines um Upline presente, atuante, profissional e parceiro. Aprenda a construir relacionamentos que vão muito, mas muito além do que o simples interesse financeiro.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Marketing Multinível não é para todos, mude sua abordagem















por Tiago Asevedo

Sempre ouvimos falar que não precisa ter escolaridade, não precisa experiência e não precisa de muito capital para entrar em um negócio de marketing multinível. Realmente, não precisa experiência, dinheiro ou escolaridade... Para entrar. No entanto, para ser bem sucedido, é bem diferente. A verdade é que uma pessoa que não tem o mínimo de habilidade, não terá um retorno satisfatório no negócio.

"Aí vai uma bomba... Marketing Multinível não é para todos"

Vamos por partes. Por que alguém entra em um negócio MMN? Basicamente existem dois motivos. Ela procura uma oportunidade, quer ganhar dinheiro. Esse é o motivo que mais traz pessoas para o Marketing Multinível. Ou, ela gostou do produto. É um consumidor e quer indicar a outras pessoas, independente de ganhar muito dinheiro ou não. Essa é a essência do Multinível. Deveria ser assim, mas não é.

No segundo motivo, dificilmente algo sairá errado. A pessoa consome o produto porque gosta, ela vai indicar para outras pessoas e ter o retorno financeiro por isso. Se ganhar muito dinheiro, será ótimo, mas se não ganhar muito, não ficará insatisfeita; simplesmente porque não criou a expectativa de ficar rica. Independente de ganhar ou não, a pessoa vai continuar consumindo (e sustentando a rede), porque gosta do produto.

"Esse é o crescimento sustentável onde a base consome sem expectativa de retorno financeiro"

No primeiro motivo, quando a pessoa entra pela oportunidade, duas coisas podem acontecer. Ela pode ter as habilidades e condições necessárias para desenvolver o negócio. Nesse caso, é provável que ela se dê bem e obtenha grande retorno, pois o foco está em ganhar dinheiro e ela tem as competências para realizar. Agora, se a pessoa não tiver as habilidades e condições, a situação pode complicar. Provavelmente essa pessoa não vai ficar muito tempo na organização. Vai sair em breve e, dependendo da situação, pode iniciar um trabalho para denegrir a imagem da empresa e consequentemente do sistema que ela trabalha... marketing multinível.

Esse artigo fala sobre as pessoas que entram em um negócio por causa da oportunidade.

Quando uma pessoa entra em um negócio MMN por causa da oportunidade, é necessário que ela tenha certas habilidades. Por isso, disse acima que Marketing Multinível não é para todos.

Um negócio baseado em marketing multinível envolve basicamente vendas e relacionamento interpessoal.

Pergunte a si mesmo:
Como eu vou entrar em um negócio de marketing multinível se eu não entendo ou pelo menos gosto de vendas?

Como eu vou entrar em um negócio de marketing multinível se eu não entendo ou pelo menos gosto de relacionamento com pessoas?

“Se você não tem habilidades com vendas e/ou relacionamentos porque vai investir nesse segmento?”

Acredite se quiser, mesmo não gostando de vendas ou tendo poucos contatos, muita gente entra. E ainda acha que vai ganhar muito dinheiro. Outra parte, entra porque está sendo mal orientada. Veremos isso mais à frente.

É como no mercado tradicional: se você não tem habilidades mínimas, vai ser demitido. Pior, se não tem as habilidades, nem vai iniciar o trabalho. Pense comigo: um gerente que tem muitas qualidades, provavelmente vai subir de cargo, virar diretor e ganhar mais. Um gerente de nível médio mesmo trabalhando mais, ficará onde está. Vai reclamar da empresa e dizer que não é reconhecido pelo trabalho.

Eu não tenho nenhuma habilidade culinária, entendo pouco, apenas o básico. O que pode acontecer, se eu decidir abrir um restaurante de comida francesa, apenas porque me falaram que é uma boa oportunidade e as pessoas estão ficando ricas com isso? Pode ser que as minhas outras habilidades compensem, mas eu não possuo o pré-requisito básico para o negócio, por isso, tem grande chance de dar errado. Se der errado, vou falar para ninguém abrir restaurante porque é furada?

Aqui no Brasil temos uma estatística que diz que 70% das empresas quebram no primeiro ano. Advinha por quê? Na grande maioria dos casos os donos não tinham as habilidades necessárias para fazer o negócio crescer. Isso envolve características pessoais e conhecimento de mercado.

O Marketing Multinível é como uma franquia pessoal. Como se a pessoa fosse uma empresa. Por isso, a estatística vale aqui também! A grande maioria das pessoas que entram em um negócio de vendas diretas em multinível por causa da oportunidade desistem. Por quê? Porque seu negócio não cresceu, pois faltou habilidade e/ou identidade com o negócio.

Imagine a seguinte situação:
Angela é funcionária pública e sempre trabalhou para o governo. Nunca trabalhou com vendas e não tem muito do espírito empreendedor. Também não tem grandes habilidades em relações humanas. Angela é convidada por uma amiga para assistir uma apresentação de uma empresa com distribuição em MMN. Ela vai à palestra e acha uma boa oportunidade de ganhar dinheiro extra.

O que você acha que vai acontecer? Angela pode se dar bem no negócio? Pode. Mas pela lógica, sabemos que tem grande chance de perder tempo e dinheiro, pois não possui o perfil nem as competências para alavancar o negócio.

“Se você entrar em um negócio de marketing multinível por causa da oportunidade, assegure-se que possui as competências para fazer aquele negócio crescer”

Assuma a responsabilidade de suas ações. Se o seu negócio não cresceu, você é o responsável. Não transfira a culpa para a empresa. Se você acha que a empresa deixa a desejar e não está em conformidade com sua maneira de trabalhar, saia. Não desenvolva mais o negócio e ingresse em outra. As pessoas precisam parar de reclamar das empresas e observar que elas investem errado, repetidas vezes. Procuram a empresa que oferece maior retorno e está começando e não a mais consistente.

É claro que isso, é diferente de ser enganado. Se uma empresa promete algo e não cumpre, é outra história. Se ela diz que "com 20 pessoas em sua organização você estará ganhando R$5000" e você atinge a meta e não recebe porque aparecem diversos descontos, certamente você foi enganado. Não recebeu todas as informações. Particularmente, não vejo isso acontecer com muita freqüência. Normalmente está tudo descrito no contrato de adesão da empresa; basta ler atentamente e aceitar ou não.

Como sempre, há dois lados da moeda:

Lado 01. As pessoas avaliam mal seu investimento em relação às próprias competências e condições; investem tempo e dinheiro. E fracassam. Por vezes, espalham seu insucesso como sendo a verdade para todos.

Lado 02. As empresas vendem a "oportunidade de ficar rico", fazendo com que pessoas que não levam jeito, acreditem na oportunidade e entrem no negócio.

O primeiro exemplo já falamos acima. É certo que as pessoas acabam se dando mal porque avaliaram mal a sua entrada no negócio. No entanto, existe uma parcela de culpa das empresas e distribuidores também. Em toda retórica de recrutamento existe a frase "você pode ficar rico". Esse é o erro.

Defendo o Multinível de crescimento consistente e sustentável com foco no produto. Há diversos perfis de pessoas.
Se você já desenvolve algum marketing, não force a entrada de uma pessoa que não tem o perfil adequado. Se você observou que a pessoa não tem esse perfil, não fale em “oportunidade" ou "renda extra". Limite-se apenas a vender o produto e, se ela perguntar, faça uma pequena apresentação. Se achar interessante, continue. Se não for o caso, pare por aí.

Todo o sistema de recrutamento atualmente é feito para recrutar o máximo possível. Perda de tempo! Você até vai ganhar algum dinheiro com a entrada de pessoas que não têm nenhuma habilidade ou identificação com o negócio, mas a curto e médio prazo, elas vão sair e ainda podem trazer dor de cabeça. Se focar em trazer pessoas com o perfil adequado, seu crescimento será real, consistente e não apenas aparente.

Responda-me o que vale mais: 10 pessoas recrutadas aleatoriamente sem habilidade ou 4 pessoas recrutadas
com total perfil de negócios e habilidade em vendas e relacionamento?

Com as 10 pessoas você vai achar que está crescendo, que está entrando gente rapidamente, mas isso é ilusório.
Em algum tempo essas pessoas vão sair.

Já as quatro pessoas com perfil adequado, dificilmente vão sair do negócio, porque, se identificam e possuem o perfil correto. No curto prazo serão cinco pessoas pró-ativas, que trabalham em sua organização, sem expectativa de redução.

"Pense sempre no crescimento consistente e sustentável em vez de crescimento rápido"

Vou compartilhar uma forma de abordagem saudável. Experimente entrar em contato com várias pessoas e comentar que é distribuidor ou vendedor de um produto. Peça para a pessoa experimentar e se gostar, passar a consumir com você. Não tem mistério nenhum em fazer isso, certo? Pode começar com pessoas da família e depois passar para os amigos e conhecidos. Apenas com esse contato você já vai executar uma venda e a possível conquista de um cliente. Não fale nada de oportunidade, de ganhar dinheiro ou ficar rico. Simplesmente venda o produto.

Sabe o que acontece quando a abordagem é feita assim? 70% das pessoas vão perguntar se você está ganhando dinheiro ou porque começou a vender o produto. Aí sim, é a hora de fazer uma introdução e apresentar a oportunidade.
Mas veja como foi feita a abordagem... a pessoa que perguntou a você! Os outros 30% vão perguntar também mais à frente.

Com esse tipo de abordagem de venda o distribuidor ou associado foca no produto, não desgasta a marca, não queima contato, não passa por chato e não vira vendedor de ilusão...

As empresas mostram os números reais que você pode atingir dentro da organização. Já vi cifras bem altas,
algo em torno de 60mil por mês. Não é impossível alcançar esse valor. O problema é que não dizem que é muito difícil alcançar uma renda alta, que leva anos de dedicação. As apresentações são feitas para recrutar os que estão presentes, por isso, utilizam várias técnicas de persuasão. Isso colabora para que essas pessoas tomem uma decisão precipitada. Já vi reuniões nas quais as pessoas são pressionadas a entrar de imediato; caso contrário, não poderão mais entrar.

Em minha opinião as empresas devem acabar com a cultura do “quanto mais gente melhor”. Devem pensar em crescimento sustentado por pessoas que possuam o perfil adequado e não se esforçar para prospectar todas as pessoas que aparecem. Os treinamentos para distribuidores e associados devem possuir foco em abordagem para vendas e não para prospecção.

Enquanto os profissionais do ramo não pararem de recrutar todo mundo que aparece pela frente, continuaremos com problemas na imagem do MMN no Brasil.

Artigo publicado em 09.02.2008

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Seja Revendedor de Uma empresa de Sucesso

Amway é uma sólida companhia que conta com uma força de vendas de mais de 100.000 Empresários Amway no Brasil. Amway do Brasil tem contribuído com a economia brasileira oferecendo produtos e serviços de excelente qualidade, oportunidades de ingresso extra, consumo e uso de produtos, desenvolvendo tecnologias e inovações em práticas comerciais na área de venda direta e, o mais importante, oferecendo a oportunidade a cada pessoa de ter o seu próprio negócio.