segunda-feira, 27 de julho de 2015

DESPREZO? Devo Excluir quem Deixa meu Projeto?

Devo excluir downlines (amigos) das redes sociais ou cortar relações porque mudaram de empresa ? Caro que não. Algumas pessoas levam para o lado pessoal algo que é estritamente profissional, esquecendo que estamos envolvidos em um “marketing de relacionamento”, onde o bom relacionamento deve existir independente de empresa ou projeto. Lembro bem que em alguns casos, os downlines ás vezes se arrependem da tentativa do outro projeto, ou quando essa tentativa dá errada, e em muitos casos retornam para a antiga empresa, e se no caso, se você os exclui das redes sociais ou corta relações, pessoa ficará com certeza chateado, podendo voltar para a antiga empresa não com você, mas em quase 100% dos casos de volta, ele retorna com outra linha, pois você cometeu a insensatez de magoar aquela pessoa, mostrando que para você, ele era apenas um número, um distribuidor e não um companheiro de projeto ou amigo, já que vivemos dos relacionamentos e da confiança e credibilidade para ganharmos adeptos do nosso projeto.   Já vi isso acontecer demais, inclusive em meu próprio círculo de amigos, um grupo de uma determinada empresa, revoltada com o “líder” que tomava certas atitudes de cunho pessoal (quando deveria ter profissionalismo e amizade) em relação a pessoas que tentavam outro projeto, resolveram retornar a empresa, mas desta vez com outra linha ascendente. Acontece que essas lideranças eram tão queridas, que arrebanharam vários outras pessoas da linha desse “líder” insensato também insatisfeitas com suas atitudes mesquinhas, que ficaram inativas no período regulamentar contratual e depois fizeram um novo cadastro com aqueles lideres queridos e carismáticos para a mesma empresa que um dia deixaram, levando o antigo “líder” a perder 97% da sua antiga rede, ou seja, quase na sua totalidade o abandonou.   Vivemos em um mercado livre, onde somos empreendedores independentes, e não temos vínculo de exclusividade com nenhuma empresa, podendo fazer parte de várias sem nenhum prejuízo.  (Veja o Artigo: Exclusividade no Multinivel élegal?)  Quando sua empresa ou negócio tem qualidade e solidez, não devemos ter medo ou receio de nada, pois a rede de relacionamentos é nossa e as pessoas são livres e adultas para decidir seu destino. Logo, se aborrecer ou se indignar devido a algumas pessoas não mais fazerem parte do nosso projeto não significa que aquela pessoa deve ser excluída do nosso círculo de amizades, pois a roda gira e quem sabe aquela pessoa poderá retornar ou mesmo se aliar a nós em um futuro novo projeto?  Logo, não descarte nem despreze ninguém. Não é prudente, nem é civilizado tomar atitudes amedrontadas ou precipitadas. Vivemos em um mercado de pessoas, e se magoarmos pessoas por pensar diferente de nós, podemos correr um sério risco de nos ilharmos e ficarmos sós, boiando a esmo no mercado de multinível.

Erickson Ribeiro 
Formado em Letras, Especialista em Midias
20 anos de Experiencia em MMN, Palestrante, Coach

Nenhum comentário: